02 julho 2007

 

O cozinheiro que queria ser poeta

Convém salientar que apesar de considerar completamente estúpido e abusivo o nome que dão a determinados pratos (tal como aqui critiquei), continuo a ler a rubrica de culinária da revista única do semanário Expresso.

Continuo a gostar de culinária o suficiente para, ao contrário do coordenador e fotografo da dita rubrica (um tal de Sr. Jorge Simão), notar que os nomes e respectivas receitas, não coincidem com as fotografias que as ilustram.

Pois é, eu cá tinha as minhas razões!
Tanta prosa e dedicação no título das receitas que depois dá asneira...

Comments:
Eles aos pouquinhos chegam lá :) :)

Boa Semana.
 
Até parece que és bruxo.
Ter acontecido isto depois do teu post muito recente, está demais.
Foi muito bem apanhada. Os meus parabéns.
 
Se tivermos em conta o cuidado com que é feita a rubrica, então mais vale não arriscar nos cozinhados.
 
eu também reparei no engano. e apesar de serem pratos que não me dizem nada também gosto de ler
 
Bem visto, LFM ...!

Exige-se mais rigor ao nosso Jornalismo ...!

Um abraço da M&M & Cª!
 
Acho que vou deixar de frequentar alguns restaurantes.
 
Olha que realmente!... Há mesmo que prestar mais atenção!
Beijinhos
 
muito bem visto....

boa semana
 
eu lembro-me de ver esses bonecos da tv ahahaha
 
esta semana a do vitor sobral lá estava toda trocada.
 
Há uns tempos fui convidado para ir comer ao Tavares Rico em Lisboa. Não posso negar que a comida era muito boa, mas traziam pratos enormes com uma muito pequena quantidade de comida no meio e uma pessoa lá ia comendo devagarinho para aquilo não acabar muito depressa. E o nome dos pratos... super pomposos, sem dúvida! ;)
 
Esses pratos não são para se comerem, mas para se namorarem...
 
bem... ele há cada coisa... :p
 
Até eles ficam confusos!
 
De culinária estou a milhas.
Por exemplo, nem conheço nenhum desses 3 Chefs que estão no Poste! :-)
 
Lendo o post anterior(dos nomes das receitas) e este concordo totalmente que esta mania de porem nomes estranhos em pratos normais até irrita. E se falarmos em quantidades então é demais...
No outro dia jantei num restaurante em que vinha um prato de carne em "cama de espuma de batata" Sabem o que era? um simples e curriqueiro puré!!!

Obrigada pela visita ao BDK

Ps - Gostei e tenciono voltar, posso?
 
Fantástico era mesmo o cozinheiro sueco dos marretas... O nome dos pratos, arg, os ditos, não sei. O Jorge Simão não sei o que anda a fazer porque já produziu trabalhos de jeito. A tua crítica, obviamente, bem apontada...
 
Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?