23 janeiro 2011

 

uma questão de contas

Com as eleições de hoje, apesar de continuar a pensar o mesmo, fica ilustrado um outro problema: a abstenção.
Metade da população portuguesa não foi votar e tingiu de irremediavelmente a regra que visa que um presidente seja eleito por mais de metade da população.
Não me venham cá com coisas, pois quando a lei foi escrita, nunca imaginaram percentagens de abstenção desta grandeza.
O povo não gosta e não quer ESTA democracia!
Senão vejamos os últimos números (não oficiais):
- Uma abstenção superior a 50%
- Um número de votos nulos superior ao número de votos do último candidato
- Um número de votos em branco superior ao número de votos do penúltimo candidato

Se contarmos com a abstenção, com os nulos e com os votos em brancos, a população que elegeu o presidente, ronda apenas os 25%
Comments:
Se te candidatares, voto em ti!
 
Os nulos (1,93%) não foram superiores aos brancos (4,26%)... quase quase, mas, mesmo assim...a matemática não engana.
É tudo uma questão de contas!
 
Só me faz confusão quem não se dá ao trabalho de sair de casa para ir votar. Expressar uma opinião seja ela qual for (tal como fizeste) é sempre melhor e mais útil do que não fazer nada. Não sei se como dizes se trata de insatisfação, ou se de preguicite/conformismo.
 
Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?