29 abril 2010

 

Nem penso, mas existe - I

Segundo Descartes, se penso, logo existo.
Pois bem, por vezes, prefiro nem pensar ao ver o que existe e me rodeia.

É o início de uma nova série e recomenda-se descrição ao visionamento do que aqui colocar.
Se gosta de pensar ou é daqueles que depois fica a pensar, não recomendo o visionamento (este aviso é sério)



Se não conseguir visualizar, clique aqui

Comments:
Freak
 
Ainda abri por pensar que não pensava mas depois arrependi-me e provei a mim própria que realmente penso.
Yaikssssssssssssss huuuuuuuuuuuuu
 
Só consigo pensar numa coisa para dizer: FOSGA-SE!
 
Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?