28 julho 2008

 

Uma questão de sensibilidade

Quero aqui confessar publicamente, sem colocar em causa a minha masculinidade, que há zonas do meu corpo extremamente sensíveis. Não se trata de incómodo, trata-se mesmo de dor e não tolero que lá me ponham o dedo mindinho que seja.

Assim sendo, torno-me bastante agressivo quando insistem para que não seja piegas e me tentam convencer com frases do género:
- Vá lá, é psicológico, não dói nada.
ou:
- Custa só no principio, depois passa.
ou ainda:
- É uma questão de hábito, vais ver que depois de te habituares até gostas.

Já afirmei muitas vezes que não tenho nada contra quem gosta, que cada um é livre de experimentar o que quer e fazer com o seu corpo aquilo que lhe apetecer. Mas há coisas que ao mais pequeno incómodo, desisto. Não devo ter o mais pequeno sentimento masoquista, mas o certo é que também não lhe sinto a falta.

E para a próxima vez que impliquem comigo sobre usar ou não usar chinelos (daqueles que ficam presos apenas entre dois dedos do pé), explico gentilmente porque motivo determinadas opções sexuais são apenas isso mesmo, opções.

Comments:
Xinelinhos de meter entre os dedos?
São opções, são.
 
Tens toda a razão.
Eu cá também não gosto.
Estiveste bem.
 
A tua comparação está um fenómeno!
A próxima vez que a Maria lá de casa me pedir para usar chinélos, digo-lhe que apenas experimento se ela também quiser experimentar umas coisinhas...
Há sempre sacrificios que valem a pena.
 
Mas a ti apenas te estavam a tentar fazer usar chinelos?!?!?!?!

Acho que compreendi onde queres chegar e tens razão.

p.s. quando optares por usar chinelos, fica-te apenas pelos chinelos.
 
Pois...há quem não goste e não se consiga habituar. Lá está, são opções...

Beijokas
 
É assim a modos como usar fio dental com a diferença que em vez de sentirmos algo entalado nas "nalgas", sentimo-lo entre os dedos.
Não sei qual será pior porque nunca usei chinelos eheheh.
Abraço.
 
Ui, essa até dói.
Meu caro amigo, como o compreendo...... acho que tem razão e fique na sua que quem quiser fica na deles.
 
LFM, sou completamente a favor da liberdade de escolha. Cada um deve apenas pôr o que quer, onde quer e quando quer!
Já agora, aproveito para agradecer os mails inspirados que vão pingando bom humor no meu correio electrónico ***
 
Até que enfim alguém diz exactamente aquilo que eu penso em relação aos chinelos de dedo.
Calçado que se esmere, ou envolve o pé, ou cola-se à sola e deixa os dedos em paz!
Toca a inventar a sola autoadesiva!
 
Conheço uma pessoa que também não gosta nada desse tipo de chinelos.
Eu consigo andar na boa, mas é lógico que quem não se adapta não é obrigado.
Um abraço :)
 
Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?