25 junho 2008

 

O gatinho sem rosto

Aproximam-se as férias e chega o momento em que muitos 'animais' abandonam os animais de estimação.
É-me difícil compreender como há 'pessoas' capazes de abandonar um animal doméstico e não me vou cansar agora a descrever a repulsa e o ódio que tenho pois tais indivíduos.

Quero antes enaltecer quem é capaz do contrário.

Um gatinho sofreu um acidente que o deixou completamente desfigurado. Mas tal não foi impeditivo para quem o adoptou.

Este blogue, narra o dia-a-dia desta família e é patente a felicidade reinante.
Inicialmente as imagens do gatinho chocam qualquer um, mas imaginem-se no lugar do dono deste animal.

Para quem tem um animal de estimação é fácil tal exercício, para os outros, acreditem que a estima e carinho existente numa relação com um animal de estimação, facilmente ultrapassa o mero aspecto visual.

Comments:
Obrigada por me ter dado a conhecer este caso tão ternurento. Eu tambem tenho dois gatinhos e nada me faria abdicar deles.
Parabens a estes donos que sabem dar carinho ao seu "filhote" porque um animal é como um membro da familia.
 
Realmente! Eu tenho uma gatuxa chamada Sasha, que é as delicias de casa, como não há filhos há gata... há imensas pessoas que não compreendem o afecto pelos animais e tenho amigas que gozam comigo por causa da gata. O que interessa é que é uma menina feliz e mimada qb!

Beijinhos
www.oh-sasha.com
 
Eu costumo dizer que gosto mais dos animais do que das pessoas e revolta-me também essas pessoas que abandonam os animais, eu acho que quem fizesse isso deveria de ir preso, e tenho dito!!!!!
Continuação de uma boa semana :)
 
Pois é, quem não tem um animal de companhia, raramente compreende o amor que temos por eles.
Eu só vou onde a minha cadelinha pode entrar, embora isso por vezes me saia da carteira.
Nem todos os locais de férias aceitam animais e os que aceitam cobram sempre mais, com a desculpa de que o animal pode estragar alguma coisa.
Curioso é que as pessoas que têm os animais em casa também têm mobílias.
Desde que se eduque o animal (só posso falar dos cães, que é o que tenho), ele passa a ser mais um elemento da família, com as suas virtudes e os seus defeitos, como todos nós.
Acontece frequentemente nos bungalows dos parques de campismo não permitirem animais mas quando entramos e começamos a ver fechos de portas partidos, torneiras a funcionar mal, electrodomésticos avariados e toda uma série de coisas feitas pelos humanos, dá vontade de começar a partir tudo e vir embora sem pagar.
 
Nem consigo imaginar o sofrimento do gato.

Eu adoptei uma cadela que tinha sido abandonada à sua sorte com 4 meses depois de ter sido queimada com ácido.

O pelo não lhe voltou a crescer na zona lombar e numa pequena zona da cabeça.

Quando vou com a cadela ao vet toda a gente me aponta o dedo pelo mau trato que a cadela sofreu e que ainda é visível.

Certa vez o meu irmão foi acusado de levar a cadela a lutas de cães...
 
Olá! Luis,
Compartilho contigo esse sentimento de repulsão em relação áqueles que são capazes de abandonar um animal, porque, de repente, ele passou a ser um empecilho para gozar as férias.
Quando vim para o Brasil, tinha três gatos (agora só dois, porque a minha Xana morreu entretanto) e nem me passou pela cabeça deixá-los aí, em Portugal. Apesar de ter alguns amigos que sei que poderiam cuidar bem deles, nunca o poderia fazer. Os animais correspondem muito em termos de carinho, amizade e lealdade.
Apesar de ser um risco, até cães aceitamos aqui na pousada, opis sabemos a ligação que existe entre os donos e os animais de estimação.
Isabel Mestre
 
Ainda há estas pequenas coisas que nos fazem ver o melhor lado das pessoas. Mas acho que já não há salvação para 'nós', pois não se passam de pequenos actos para grandes acções!
 
Felizmente ainda há gente muito bonita neste mundo.
 
Tenho 4 gatos, e prefiro não passar férias fora de casa a te-los longe de mim.. São os meus "filhotes"!

É realmente um tipo de amor, que tem não tem animais de estimação é incapaz de compreender.
 
Vivo num partamento pequeno, e já tive uma gatinha linda preta muito querida, mas é uma gata, que como é obvio estragava algumas coisas e largava muito pêlo pela casa.
Sinceramente estava a ficar danada com a situação, mas numca abandonaria, Aguentei até lhe arranjar novo dono. Foi para a minha mãe, está toda contente porque tem muito mais espaço, tem quintal, e os meus pais estão muito mais tempo em casa, mimam-na mais.
 
Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?