16 maio 2008

 

Promessas e figas

Até tolero algumas religiões e os seus crentes, mas no que toca aos seguidores de Fátima ... apetece-me tomar medidas radicais e fundamentalistas.
Se há uma escala a aplicar aos humanos, os que fazem promessas a Fátima são aqueles que ajudam a definir o limite mais baixo dessa mesma escala.

Compreendo o que é a fé religiosa e o sentido de sacrifício, mas isso não é algo que esteja presente na cabecinha dessas pessoas.
Mas calma, não podemos confundir os interesseiros com os oportunistas, pois entre os os cumpridores das promessas temos dois géneros:
- os mercenários - que a troco de alguma verba vão cumprir aquilo que outro prometeu cumprir;
- e verdadeiros interesseiros - que são aqueles que cumprem as promessas que prometeram.
Haverá algo mais interesseiro ou egoísta e completamente incompatível com o sentimento de fé, que é ir cumprir uma promessa?
Por outras palavras, o pessoal que promete algo, apenas o cumpre (ou manda cumprir) se obtiver primeiro o desejo realizado.
Não acham que esta é a definição de interesseiro?

Imaginem um fulano que vai a Fátima, vira-se para a boneca e faz o seguinte contrato:
- Se a santinha me curar o furúnculo que tenho no escroto, prometo que venho a pé até a capelinha.
Este fulano está condenado, pois ou se vai habituando ao furúnculo, ou quando se livrar deste, vai ter de dar ao canelo e cumprir a promessa. Claro está que depois com a fricção poderá vir a ganhar novamente outro e faço desde já votos para que seja no cú.

Comments:
bem visto
 
Dúvida existencial: se um gajo tiver um furúnculo nos joelhos, como é que cumpre a promessa?
 
Fantástico.
Adorei este teu post.
:)

Bjs e bom fim-de-semana.
 
Luis, sei perfeitamente que és ateu e este espaço é teu e escreves o que quiseres. Mas acontece que também é público e se não sabes o que se passa no intimo das outras pessoas, pelo menos, poderias demonstrar algum respeito pela crenças alheias.
Achei de muito mau gosto.
Isabel
 
Olá Isabel,

Lê com mais atenção e vais ver que respeito a fé das pessoas, mas sou incapaz de respeitar determinados rituais (nos quais encaixo as promessas de Fátima).
Já o disse várias vezes. Pela mesma medida que sou obrigado a tolerar as manifestações públicas religiosas, sinto-me no direito de manifestar também publicamente a minha opinião e a não tolerar qualquer 'melindre' dos ditos católicos.
Jamais faria parte de um movimento fundamentalista anti-cristão que 'fisicamente' visasse as pessoas, agora no que respeita à manifestação livre da opinião... julgo que academicamente já discutimos isso inúmeras vezes.

Quanto ao mau gosto... Isabel... sabes que gostos discutem-se e no fim cada um acaba por ficar com o seu.
O meu, decididamente, passa muitas vezes por abordar estes temas.

Mas tenho fé que muita coisa vai mudar e sei que tu também tens fé, verdade?
 
Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?