21 fevereiro 2008

 

Animais de estimação e transportes públicos

Dani Graves, de 25 anos, e Tasha Maltby, de 19, são um casal de namorados gótico de Dewsbury, norte de Inglaterra. No passado fim-de-semana foram impedidos de viajar num autocarro porque Dani passeia a sua namorada de trela.

A BBC News conta que o casal acusa a transportadora Arriva de discriminação. O condutor do autocarro rejeitou a entrada de Dani e Tasha, alegando que a trela iria por em risco a segurança dos restantes passageiros em caso de travagem brusca.

O caso está a ser investigado pela Arriva, empresa «que leva muito a sério qualquer acusação de discriminação», segundo um responsável da empresa, Paul Adcock.

Adcock acrescentou que a Arriva irá «pedir desculpa a Dani Graves por algum inconveniente causado pela forma como o assunto foi tratado».

Para Tasha Maltby, este foi um caso «claro de discriminação, quase como um crime de ódio», contou ao Daily Mail.

A jovem de 19 anos descreve-se como um «animal de estimação humano».

«Comporto-me como um animal e tenho uma vida bastante calma. Não cozinho nem faço limpezas e não vou a lado nenhum sem o Dani», explicou.

Tasha defende o seu estilo de vida acrescentando que «não fere ninguém» e que o casal é feliz assim, independentemente de quão estranha esta relação pareça.
Comments:
a melhor dos ultimos tempos!!!
k pancada!!!
 
Eu cá acho que cada um deve ser como é e ninguém tem o direito de criticar ou interferir, a não ser que se tenha alguma atitude ou comportamento que interfira com os outros.

Ninguém é obrigado a gostar de tudo, mas também não se tem o direito de criticar ou discriminar...

Acho que não devemos "rotular" as pessoas pelas roupas ou acessórios. Mas parece que muita gente ao olhar para este casal o vai "culpar" por um monte de crimes, mas o sr ministro porque é bem formado (cof cof) e até usa gravata e até tem um discurso bonito não é capaz de tal coisa, nem sequer de roubar!... Detesto a hipocrisia!
 
A mim parece-me que anda para aí muita gente a fazer as maiores parvoíces que lhes passam pela cabeça, só pela necessidade de serem diferentes, mas isso é só a minha opinião. Podemos marcar a diferença em coisas muito mais úteis e importantes do que andar com uma trela ao pescoço.
 
Eu também não concordo com discriminações. Se alguém se quer colocar na posição…de cadela como neste exemplo, ou de outro animal de estimação qualquer, ninguém tem nada a ver com isso, é maior de idade, está a fazê-lo voluntariamente e, pelos vistos, até tem prazer nisso, discriminar é condenável, sem qualquer dúvida.
Mas será que o conduttor usou o argumento certo?
Se calhar devia ter utilizado o argumento de que é proibido transportar animais de companhia e ainda por cima de grande porte, dentro dos transportes públicos, sim, porque irracionais como são, d´-lhes a vontade e pregam uma mijadela ali mesmo entre os bancos.
A não ser que seja permitido transportar animais nos transportes em Inglaterra, aí já concordo com o inquérito, não sei de que forma uma cadela atrelada ao dono possa pôr em perigo as outras pessoas.

:)

Um-abraço-e-bom-fim-de-semana
 
Acho muito bem que se use trela, se fosse assim nao haveria tantos animais soltos a fazer as tais mijadelas por ai. Quanto a serem irracionais , ora esta, sejam ou nao, o que isso interessa, existe educaçao e é para isso mesmo, ou nao haverá muitos dos "racionais" a mijar nos cantos da nossa terra? agora venham com a hipocrisia de falsas morais e eticas exacerbadas para tapar os olhos de quem ja pouco vê? acordem.... cada um faz o que quer com a sua liberdade desde que isso nao interfira com a liberdade dos outros.
 
Este comentário foi removido pelo autor.
 
Eu cá por mim não mexia uma palha se alguém resolvesse pôr-lhes um açaimo. Aos dois.

Quem sabe se assim - para além do protagonismo gratuito que já lhes deram (lhes estamos a dar) - não encontrariam um trabalho decente num qualquer circo de animais. Sem o perigo de morderem as criancinhas?...

A condição humana anda pelas ruas da amargura... os males do mundo, a estes, não lhes devem dizer nada.

Se há liberdade para cada um fazer o que quer sem interferir com a liberdade dos outros, também eu exijo liberdade para dizer o que penso, pelo jeito contra a corrente :) :) :)
 
Essa gaja não é boa da pinha.
Animal de estimação humano?!?
WTF????

Ela precisava era de levar com o jornal no focinho.

LOL
:)
 
pera aí, isto eu tenho mesmo de comentar... é que por mais abertura de espírito que uma pessoa tenha... enfim... que coisa! eu nunca os discriminaria, mas acho que ficava boquiaberta de os ver entrar assim no autocarro onde eu fosse, possivelmente ainda pensaria que era uma cena dos apanhados ou assim! ;)
 
Eu acho que a gaja é esperta.
 
Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?