05 junho 2006

 

Modernidades linguísticas

"Desde que os americanos se lembraram de começar a chamar "afro-americanos" aos pretos, com vista a acabar com as raças por via gramatical - isto tem sido um fartote pegado!
As criadas dos anos 70 passaram a "empregadas" e preparam-se agora para receber menção de "auxiliares de apoio doméstico".
De igual modo, extinguiram-se nas escolas os "contínuos"; passaram todos a "auxiliares da acção educativa".
Os vendedores de medicamentos, inchados de prosápia, tratam-se de "delegados da propaganda médica".
E pelo mesmo processo transmudaram-se os caixeiros-viajantes em "técnicos de vendas".
Os drogados transformaram-se em "toxicodependentes" (como se os consumos de cerveja e de cocaína se equivalessem!); o aborto eufemizou-se em "interrupção voluntária da gravidez"; os gangs étnicos são "grupos de jovens"; os operários fizeram-se de repente "colaboradores"; e as fábricas, essas, vistas de dentro são "unidades produtivas" e vistas da estranja são "centros de decisão nacionais".

Vale a pena ler todo o texto e podem-no fazer aqui!

Comments:
Bom dia.
Só para dizer que o Mac Adriano também o publicou na íntegra no blog dele, com uma introdução brilhante :). Os comentários de outros leitores são, muitos deles, um complemento ao que o mac escreve e é blog, na minha modesta opinião, para leitura diária.
Fica o link de um blog sempre atento e actual:
http://www.bananasdarepublica.blogspot.com/
 
Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?