31 maio 2006

 

Violência na escola

A violência nas escolas não é apenas aquela que se viu ontem na RTP1.

A violência sentida não é aquela que se vê apenas dentro das salas de aula. Cá fora é muito pior.

Quando falo em geração rasca, apesar de o fazer devido a factos despoletados por delinquentes, na realidade estou-me a referir também aos pais destes e à permissividade do sistema.

Era pequeno demais para sentir na pele a falta de liberdade do antigo regime, mas sinto na pele o excesso de liberdade que reina neste país.

Enquanto andei na escola, jamais me passou pela cabeça que podia agredir ou insultar um professor.

A solução é simples:

- Os pais (ou encarregados de educação) têm de ser responsabilizados pelas atitudes dos educandos, cumprindo inclusive penas pelos ‘imputáveis’;

-Têm de existir mecanismos de vigilância e controlo (que não coloquem directamente os professores em cheque) e que de forma célere intervenham nestes casos.

Resta-me agradecer ao professor Carrilho, que sem querer me deu a solução para esta questão: Filmem tudo, avisem que filmam e obriguem-nos a ser educados!


Comments:
Acho que sim. Quem não deve não teme.
Eu não me importo que me filmem, pois não ando a fazer nada de mal.
Já o outro dizia, que basta a polícia estar na rua para prevenir. Coloquem-se câmeras!
 
Finalmente alguém descobriu uma utilidade para o Carrilho! Podia muito bem ser o "provedor da educação", tal qual Diácono Remédios e os seus devaneios "pidescos".
 
Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?