19 abril 2006

 

Os jovens também morrem


Em Portugal, morreu um jovem de 22 anos, vítima de um acidente rodoviário.

Uma morte é sempre lamentável, muito mais quando se fala de um jovem.

Estaria a trair a minha consciência se evitasse comentar o tema, apesar da onda de solidariedade nacional que foi criada. Achei deplorável a romaria efectuada à volta do trágico acontecimento.

Mais alguns minutos de exposição e ainda temos pedidos para ir para o Panteão Nacional.

É lamentável que a comunicação social (especialmente a TVI) tenha feito deste assunto um outro circo, chegando mesmo a cobrar a outros canais de comunicação, pela divulgação de imagens do actor.

Solicito que usem este caso como base a uma campanha de sensibilização rodoviária, para as camadas mais jovens e atenção à adaptação da telenovela em curso e às correspondentes faixas etárias das audiências. Graças ao fenómeno deliberadamente criado, há que distinguir bem a realidade da ficção.
Comments:
Não devias ter abordado já o tema.
O assunto ainda está a quente e a morte de um jovem é algo que ultrapassa tudo e todos, antes de poder ser especulado.
 
Não achei muita piada ao Panteão.
Trata-se de uma morte.

Claudia
 
O Francisco era um rapaz alegre e bem disposto e dispensa ser envolvido em comentários deste tipo.
Dou-te razão no que respeita à TVI, mas por um lado também foram eles que o ajudaram a revelar-se como actor. É por isso compreensivel a atitude da estação, enquanto empresa de comunicação.

Babe
 
Caro Anónimo,

Gostei do trocadilho de palavras por ti utilizado ‘ultrapassa’ e ‘especulado’.
Se tens informações adicionais que queres partilhar, estás livre de o fazer para o e-mail deste blog.
As interpretações são da responsabilidade de cada um. Se não queres ser mal interpretado, abre o jogo ou cria um blog.

Cumprimentos
 
Cláudia,

Era imperativo para mim exemplificar e achei um bom exemplo.
Estou certo que tu pertences a um de dois grupos: os que também querem o Eusébio no Panteão, ou dos que não queriam lá a Amália. Eu sou sócio do segundo e só mudo de partido se arranjarem lugar também para mim no Panteão.

Cumprimentos
 
‘Babe’
Era então assim que a personagem tratava as miúdas!

Acredito que fosse alegre e bem-disposto, mas a morte não escolhe as pessoas pelo carácter (infelizmente).
A TVI apenas demonstrou com a sua atitude mesquinha que dá mais importância ao merchandising da morte do actor, que ao respeito que lhe deve.
Acredita que na troca que foi estabelecida entre o jovem e a TVI (até à sua morte), quem lucrou sempre mais foi a estação, pelo que ele enquanto actor não lhe devia nada.

Cumprimentos
 
Se bem me lembro da situação, o rapazinho tinha a carta há poucos meses, estava a conduzir um carro que era mais um avião (graças ao dinheiro feito com a telenovela) e ainda por cima ia sob a influência de substâncias alucinógenas. Se ele vai para o panteão e tratado como herói por tamanha irresponsabilidade, há uns outros tantos tb dignos de irem lá parar. Sinceramente, só fico contente por essa irresponsabilidade não ter incluído mais mortes, como, infelizmente, nem sempre acontece.
 
Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?