07 março 2006

 

Quem se seguirá . . .

É tradição sempre que um Presidente sai, deixar um quadro com o seu retrato

Claro que com o aparecimento da fotografia, muitos chefes hierárquicos deixam um quadro com uma foto, mas no que respeita aos Presidentes, continuam na mariquice de deixar um quadro, pintado por um artista famoso da actualidade.

Assim fez Mário Soares quando saiu, e foi Júlio Pomar quem o retratou.

Saliente-se de que não desgosto da pintura de Júlio Pomar, mas entendo que neste caso o retrato deve ser o mais fidedigno da imagem real da pessoa que exerceu o cargo.

Lembro-me de na altura ter dito, para a próxima escolhem Paula Rêgo...

...E ESCOLHERAM ! ? ! ? !

Estou fascinado. São estas e outras que me levam a afirmar que não acredito em bruxas, mas que as há...

Gosto ainda mais da pintura da Paula Rêgo que a de Júlio Pomar, mas caramba, as personagens são intencionalmente rudes e feias.

Já estou a imaginar as visitas das escolas ao Museu da Presidência e os comentários dos putos:

- Este tipo devia ser mau como a peste

- Coitado, era uma pessoa muito doente

- Afinal tivemos um presidente ET

- etc...

Ainda bem que a Paula se dedicou à pintura e não à cirurgia plástica.

Professor Cavaco Silva, já que os seus antecessores permitiram alguma liberdade nos retratos, a si não lhe ficava mal também uns retoques (e então daqui a uns anitos, upa, upa), mas cuidado com a inspiração do artista.


Comments:
Desta vez a Paula Rego até se esmerou.
O modelo é que era muito fraco (para não falar do próximo)

Rita
 
O retrato de Julio Pomar está muito real, é mesmo o 'fixe'

Rui
 
Credo, Cruz, Canhoto
 
É caso para dizer:"Rainha Isabel na Inglaterra e Paula Rego em Portugal..." enfim...

Doc.
 
É caso para dizer:"Rainha Isabel na Inglaterra e Paula Rego em Portugal..." enfim...

Doc.
 
Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?