01 março 2006

 

Pontapé na sala


Esta sociedade está cada vez mais estúpida. Criam-se autênticas cruzadas contra os fumadores, restringe-se ao máximo os locais onde se pode fumar e, em simultâneo, fala-se em criar salas assistidas com profissionais, para ‘ajudar’ os toxicodependentes a receber a sua dose diária de droga.

Não sou fumador e acho inadequada a intensidade das leis anti-tabaco, face à permissão concedida aos consumidores de drogas. Faz 2 meses que passei a pé na zona do Intendente e por momentos não queria acreditar no que via. Não consigo imaginar a vida de quem lá mora.

Claro que ninguém gosta de ver o que eu vi, aliado a uma grande sensação de insegurança de por lá passar, mas criar salas de chuto, seria o mesmo que varrer o lixo para debaixo do tapete.

Mas está tudo explicado, quando temos um Instituto que se chama Instituto das Drogas e da Toxicodependência e tem como site:
www.drogas.pt.

Agora faz todo o sentido, eles não combatem a droga, mas sim promovem!

Por esta ordem de ideias e para que em Portugal tudo faça mais sentido, será aconselhável que o Ministério da Justiça, se passe a chamar Ministério da Criminalidade, que o da Saúde, se passe a chamar da Doença, etc...

No entanto e na minha mais humilde opinião, acho que o Instituto das Drogas e da Toxicodependência se devia mudar para o Intendente e disponibilizar as suas salas para algo mais prático.

Fala-se em salas de injecção assistida no mesmo dia em que se conclui que 10% das crianças em Portugal nascem sem a devida assistência técnica.

Comments:
Acho que para além das salas de chuto, também deviam escoltar os drogados enquanto fazem assaltos ou quando vão comprar droga aos traficantes!
Gastem o dinheiro de uma vez e façam uma OTA só de salas de chuto!
 
Criar salas de chuto, será o mesmo que varrer o lixo para debaixo do tapete.
Portugueses...somos os melhores!!!


Doc.
 
Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?